11.4.11

Day 8 - Your favorite internet friend

Ao iniciar esse post fiquei me perguntando o que seria uma amigo virtual...
Alguém que está toda hora na internet e lhe dá uma força quando você precisa? Só isso basta para ser chamado de amigo?
Acho que nos últimos anos essa palavra ter perdido espaço para seu real significado.

Isso me fez refletir sobre todos os meus amigos, virtuais ou não, que têm sempre arrumado um pretexto para não ligar, que sempre conseguem arranjar uma desculpa em cima da hora para furar um compromisso.
O incrível é que para eles, eu estou sempre lá, e já se acostumaram a contar comigo para tudo o que precisam, afinal nunca receberam um não.

Assintindo a uma palestra sobre educação, me dei conta de que sou a mãe que mima demais, que quer dar o melhor sem medir esforços, com o único propósito de ver o filho sorrir. Triste assimilação!
Pobres atitudes as minhas, que fizeram até o melhor amigo se tornar a pessoa com maior descaso.

Será mesmo que devemos tratar os amigos de que tanto gostamos com o desdém com que tratávamos nossas paqueras de adolescência?
Sinto-me frustrada, porém determinada a deixar ir quem interesse não mais tiver, ou então quem interesse tiver somente nos momentos proporcionados e nos favores feitos.

Hora de conhecer pessoas novas e renovar o círculo de amizads, já que nas de longa data a esperança ja foi.

Policiar-me-ei com as atitudes, mas mudar minha natureza, isso não.
Sempre existe alguém que vale a pena. Nem todas as almas são pequenas, certo?

Um comentário:

Anônimo disse...

pessoas são estranhas e frias, ñ gaste sua energia com as que não merecem.....
bjao! André