24.11.08

agora.

me falta a inspiração dos dias
em que tecia palavras vazias
sem saber que com elas apresentaria
só desejos sem focos
e manhãs sem bom dia.

11.11.08

Por favor, suma.
Leve junto com sua voz vibrante as doces palavras
Pegue as contas, as pontas, as mágoas.
E não volte mais
Nem para uma conversa, nem para o café
Que só de te ver a vontade já toma conta de minhas decisões.

10.11.08

vero.

Escrevo, tento escrever
mas tem sido cada dia mais difícil
já que os pensamentos não mudam
e o foco está sempre apontando na mesma direção
mãos atadas ou convite à rejeição
olhos por trás das lentes
me olham?